5 hábitos de pessoas inovadoras para você se espelhar

Srickman ideias

Sabe aquela pessoa que sempre aparece com ideias originais para resolver algum problema? Ou aquelas vezes em que vemos algo novo e pensamos “por que eu não pensei nisso antes?”. Pois é, essas ideias geralmente vêm de pessoas inovadoras ou de todo um time delas!

Qualquer um pode se tornar mais inovador, basta desenvolver e praticar hábitos que favoreçam esse motor criativo. E existem pelo menos 5 deles que todas as pessoas inovadoras têm e praticam constantemente — consciente ou inconscientemente. Veja quais são!

1. Curiosidade e desejo de explorar

Pessoas inovadoras são certamente, curiosas. Elas têm o hábito de ler constantemente (livros, blogs, sites de notícias, etc.), assistir vídeos, palestras e aulas, visitar museus e exposições, ouvir podcasts e programas de rádio, além de terem a necessidade constante de aprender coisas novas, fazer experimentos, conhecer novos lugares, observar o mundo ao seu redor e estudar assuntos relacionados ao que estão criando.

São pessoas que querem saber como as coisas funcionam, fazem perguntas (muitas perguntas) e são verdadeiras exploradoras de tudo que possa chamar a sua atenção.

2. Visualização

Michael Jordan visualizava a trajetória da bola antes de fazer um arremesso livre. Muhammad Ali, lenda do boxe, visualizava suas lutas antes de entrar no ringue. Vários jogadores de futebol relataram que visualizam o que seria o chute perfeito antes de suas cobranças de falta ou pênalti.

O poder da visualização é um dos hábitos mais comuns entre os melhores atletas do mundo, mas também é muito utilizado por diversos outros profissionais, como engenheiros, presidentes de grandes empresas, profissionais de marketing, vendedores, empreendedores e muitos outros.

Decerto a visualização e a imaginação tornam a pessoa mais criativa. Imaginar e enxergar na mente como as coisas devem funcionar, ter a visão global da situação, entendendo como as partes devem interagir umas com as outras, são hábitos das pessoas inovadoras mais potentes. Além de ajudar a identificar problemas e falhas antes mesmo de eles acontecerem, também ajuda a encontrar soluções que ninguém mais pensou.

3. Foco nos princípios fundamentais

Existe um termo em inglês chamado “first principles”, que se popularizou quando Elon Musk (o empreendedor e fundador da Tesla Motors e SpaceX) disse em uma entrevista que é importante pensarmos nos princípios fundamentais quando quisermos resolver qualquer problema, em vez de fazermos as coisas simplesmente porque é como elas foram feitas em outras ocasiões ou por outras pessoas.

As coisas podem sempre ser abordadas de uma maneira diferente, e pessoas inovadoras sabem que dogmas, costumes e tradições, por mais bem-intencionados que sejam, às vezes podem dificultar o processo de inovação.

4. Conexões e rede de contatos

Pessoas inovadoras tem uma necessidade inata de ouvir o que os demais ao seu redor têm a dizer. E não é à toa que elas também tendem a possuir uma rica rede de contatos. Aqueles que têm a habilidade da inovação correndo em suas veias sempre enxergam uma oportunidade de apreender algo novo através de suas relações.

Elas sabem que é impossível dominar todos os assuntos existentes do mundo, então, para isso, buscam se conectar com os mais diversos especialistas, de modo que estes as agreguem com seus conhecimentos.

Conversar com uma variedade de profissionais não só é importante para aprimorar o intelecto, como também para avaliar possíveis saídas para um problema. Através de conexões bem-feitas, pouco a pouco, soluções inovadoras vão ganhando forma, e mesmo uma ideia que havia começado muito ruim e frágil, pode se tornar algo tangível e revolucionário.

5. Persistência e determinação

Erros acontecem, e nem sempre a solução encontrada terá os melhores resultados logo de cara. Quando isso acontecer, a persistência e a determinação farão com que as pessoas inovadoras não desistam de continuar tentando, sendo curiosas, buscando alternativas e criando a próxima inovação.

São os hábitos inovadores que criam pessoas inovadoras

Pessoas não nascem inovadoras, elas se tornam inovadoras. E o que as fazem tornar-se indivíduos disruptivos – que conseguem enxergar uma possibilidade nunca antes vistas para um problema – não é uma ação em específica, e sim um conjunto de comportamentos diários.

Adotar hábitos que te concedam expandir seu nível de experiência e suas perspectivas em relação ao mundo é o que fará de você alguém apto a encontrar soluções inovadoras, seja para necessidades simples – cotidianos – ou, até mesmo, para questões mais complexas em relação a sua comunidade, trabalho ou mundo.

Fonte:Blog Sage